9 de novembro de 2017

5 erros que cometi ao empreender


Erros que impedem o sucesso ao empreender


Ter um negócio próprio é um sonho constante na vida de milhares de pessoas, porém empreender não é tão fácil quanto parece.



Neste post, compartilho um pouco da minha pequena experiência, com o mundo do empreendedorismo e falo sobre os cinco erros que cometi ao empreender.

Já fazem mais de cinco anos que eu e meu esposo trabalhamos por conta própria, paralelo ao que exercemos , tentei fazer várias coisas sempre relacionado com algo que eu gostasse muito de fazer, diante disso estive envolvida com várias atividades.

Fiz desde de bijuterias, lembrancinhas, scrap-books, fofuchas , tele mensagem , revendas de maquiagem e por ultimo um brecho em parceria com a minha mãe, tudo voltado para o público feminino, exceto a tele mensagem...

Porém não obtive muito sucesso, mesmo tendo informação e a teoria sobre como ter e administrar um negócio próprio , por isso resolvi escrever esse post para contar um pouquinho da minha experiência e quem sabe ajudar aqueles que tem o sonho de ter seu negócio próprio a não cometer os mesmos erros que cometi na busca de realizar esse sonho.

Erros que cometi ao empreender

Depois de refletir cheguei a conclusão que os cinco maiores erros que cometi, foram:


1- Não ter um objetivo definido e claroNunca tive a definição concreta de um objetivo e hoje entendo que saber o que quer, onde espera chegar e alcançar é primordial, a falta de objetivo faz com que se atire para todos os lados de forma desordenada, sem sentido.

2- Falta de planejamento: Outro erro que cometi foi não planejar e não ter metas, planejar é algo essencial, pois através do planejamento é possível perceber a realidade, avaliar os caminhos na busca do seu objetivo e até antecipar alguns eventuais contratempos que se encontra pelo caminho do seu negócio. 

3- Não ter capital de giro: Pois é, todas as coisas que fiz nunca teve capital de giro, só tinha um pouco de recurso para comprar matéria prima, produtos, etc.

Já li testemunhos de pessoas que começaram seu negócio do zero com pouco dinheiro e muitas vezes sem nenhum capital e conseguiram grandes feitos, porém no meu caso isso não aconteceu.

Não sei se esses empresários são exceções apesar de acreditar que sim, só sei que a falta de recursos financeiros foi um dos principais motivos que me atrapalharam a progredir. Afinal dar continuidade aos negócios sem ter recursos para manter vendas a prazo e estoques é muito complicado.

4- Vendas a prazo: Ou falando a linguagem popular "vendas fiado", esse também foi um dos motivos que me causou muita dificuldade, pois 99, 9% das minhas vendas eram fiado e no estilo antigo de vendas , ou seja vendia, anotava no caderninho e depois passava para receber.

Essa é uma forma básica de se fazer negócios quando não se tem um ponto físico (ponto comercial) e se trabalha com vendas direta ou algo do tipo. Dentro desse tópico dois motivos tornaram as vendas fiado um problema para mim .

aAo dar prazo para os clientes, a falta de capital de giro me limitava a não ter sempre novidades e a compra de novas mercadorias e quem atende o público feminino sabe que mulher gosta de novidade constante e muita variedade. 

bInadimplência: Esse é um fator muito complicado e um risco constante de quem faz esse tipo de venda, com as experiências que tive, encontrei três tipos de clientes (existem outros, mas esses são os mais constantes):

Tipos de clientes

-Cliente /Bom pagador: Aquele com quem você negocia e no dia combinado ou até mesmo antes, é garantia de recebimento.

E esse cliente é aquele que você pode confiar até mesmo quando acontece um imprevisto (afinal num prazo de 30 dias ou mais pode acontecer de surgir dificuldades de diversos tipos) . 

Mesmo se atrasar é possível ficar tranquilo, porque essa pessoa sempre vai ti colocar entre as prioridades de pagamentos dele (a). 

-Cliente enroladoEsse cliente é aquele que você consegue receber, mas tem que ir atrás várias vezes e ainda dá um de esquecido. 
  
-Cliente/ péssimo pagadorEsse cliente você só vai descobrir com o tempo, a não ser que more numa cidade muito pequena e isso se espalhe.

Geralmente esse cliente vai ti pagar certinho na primeira e até segunda compra, depois é certeza que a dívida que tem com você, para ele (a) tem prazo de validade ou seja (vai caducar). 

E muitas vezes a pessoa fica com raiva de você por cobrar, acha que você tá errado. 

É claro que é muito complicado não ter formas de vendas a prazo, o problema não são as vendas a prazo em si, mas esses fatores que enumerei foi o que me causou grande dificuldades, uma coisa é ligada a outra, a falta de recursos para manter esses prazos  os tornaram empecilhos . 

Tive sorte e sou muito grata por a maioria dos clientes que tive ser do primeiro perfil, porém tive um prejuízo grande com os péssimos pagadores. 

DicaUma boa alternativa e que muita gente tem recorrido é realizar vendas pela maquininha de cartão (também tive a máquina) pois com certeza esse problema de inadimplência é eliminado.

No entanto um conselho importante para evitar outro transtorno, antes de adquirir sua máquina seja qual bandeira ela for e qual tipo pesquise muito bem, se informe ao máximo sobre as taxas de juros, adiantamentos, exija e anote os protocolos das ligações e se possível exija o contrato nem que seja por e-mail, tenha certeza que esses cuidados vai evitar uma grande dor de cabeça.

Outra alternativa é trabalhar com uma margem boa em cima do seu produto ou serviço que ti permita dar descontos atrativos nas compras a vista e até mesmo brindes. 

5- Ansiedade: Por fim a ansiedade foi algo que influenciou muito em decisões precipitadas que tomei.

Ansiedade de ver as idéias sendo colocadas em prática, de ver as coisas acontecendo. Pode parecer algo irrelevante, mas quando você se permiti dominar pela ansiedade, acaba não prestando atenção a detalhes e dando um passo maior do que você e seu negócio está preparado para realizar. 

Foi longo o processo até entender esse erros e não é fácil admitir que algo que você almejou tanto não deu certo por erros cometidos por você mesmo e detalhe sou formada em administração de empresas  (comprovação que só a teoria não o torna mais preparado).

Hoje um pouco mais madura consigo enxergar que a teoria é muito importante (apesar de eu não ter utilizado), porém é a forma que você vai conduzir as coisas na prática e a experiência adquirida no dia a dia que fazem a diferença. 

Não desanimei de empreender e amo trabalhar por conta própria , mas hoje idealizo menos e foco mais no que é necessário. 

Se o seu sonho é ter uma empresa seja qual ramo for, não desanime , continue acreditando e batalhando, porque é possível fazer as coisas acontecerem, mas tenha os pés no chão e aprenda a ouvir conselhos de quem já tem experiência .

Estude, pesquise, some informações, mas saiba que é através da prática de tudo que aprender que realmente você vai se tornar um empreendedor e com mais chance de êxito. 

Boa sorte e sucesso, até a próxima ; )

Cheia de manias, grata a Deus por todas as bençãos e pela dádiva da vida, feliz com meu esposo e família.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários passam por moderação, assim que aprovado estará visível. Obrigado por comentar!! Isso me deixa muito feliz, seja sempre bem vindo!!